Move Brasil Corridas
776 members417 posts

O "medo de correr" tem outro nome

O "medo de correr" tem outro nome

Muita gente que me vê correndo ou que acompanha as fotos de provas e distâncias percorridas pelas redes sociais normalmente me pergunta: como você consegue? Eu nunca me imagino correndo por mais de 5 minutos, quanto mais uma, duas horas.

Sempre respondi que não foi fácil chegar até aqui, mas também não foi tão difícil assim. E completo dizendo: as pessoas só acham que é “impossível” correr porque não se lembram de como foi duro aprender a andar.

Esse exercício de imaginação, de tentar relembrar como foi o processo físico e mecânico de, tentar primeiro conseguir ficar de pé, para depois dar as primeiras e desengonçadas passadas é ótimo para uma reflexão que pode motivar qualquer um a tentar dar os primeiros “trotes”, seja na esteira da academia, seja na rua.

Mesmo assim, muitos ainda são relutantes. Preferem se enganar. “Correr é chato”, “corrida não é pra mim”, “eu corro pra caramba no futebol que é mais divertido”... e lá se vão as mais variadas desculpas, entre outros clichês.

Digo isso porque já usei muitas dessas frases feitas. Apesar de ter sido militar do Exército por quase 5 anos, a verdade é que nunca consegui gostar de correr. Era sofrido demais! E olha que corrida, para milico, é quase tão frequente quanto o ato de acordar.

Mas eis que, em 2007, uma daquelas “peladas” semanais me rendeu uma lesão no joelho. Nos 4 meses que fiquei fora de combate, ganhei “de presente” 12 quilos inesperados. Não havia outra solução. Era preciso gastar essa energia acumulada na “pança gigante” para voltar a uma forma física decente. E não havia saída. A receita clássica teria como ingrediente obrigatório aquele famoso exercício aeróbico detestado por muita gente.

A motivação para não desistir tive que conseguir com uma tradicional promessa de começo de ano: A São Silvestre era meu foco de longo prazo. E com a ajuda de um especialista em preparação física, comecei o trabalho com algum receio e muita preguiça. Talvez essa seja essa, e não o medo, a palavra que impede muita gente de começar a correr. PRE-GUI-ÇA.

E por que ter preguiça? Gente, a maioria das atividades físicas exige que a pessoa corra, em menor ou maior grau. Talvez seja desânimo de ter que fazer isso por uma certa distância, um certo período de tempo, de forma constante e sem interrupções. O começo é realmente desafiador. Lembro-me que eu não conseguia correr por 2 Km sem ter que andar para retomar o fôlego. Muitas vezes pensei em desistir, mas sempre ficava incomodado em falhar comigo mesmo. Seria uma derrota dura, perder para minha falta de perseverança e principalmente para a PRE-GUI-ÇA.

Valeu a pena. Não demorou muito para perceber uma grande evolução. Na segunda semana, já conseguia correr 3 Km sem parar. Na terceira, 4. E um mês depois de começar, já conseguia correr mais de 6 Km. Uma evolução de 300% em distância. A corrida já não era tão sofrida porque passei a entender o processo. Mas esse é assunto para outro post.

Na verdade, quem nunca correu não tem "medo" de correr. Não há lógica em temer uma coisa que não terá consequências negativas para você ou seu corpo. Muito pelo contrário. O primeiro passo para começar é admitir que esse "medo" tem outro nome: PRE-GUI-ÇA. E isso tem solução. Basta calçar os tênis e dar os primeiros passos, com a certeza de que vai valer a pena.

Fonte:http://globoesporte.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/blogs/especial-blog/redacao-ec/post/o-medo-de-correr-tem-outro-nome.html

You may also like...