Uma “forcinha” para o metabolismo

Uma “forcinha” para o metabolismo

QUEM nunca sentiu uma pontinha de inveja daquele amigo magrelo que come de tudo e parece jamais engordar? Se não se justifica, o sentimento pode pelo menos ser compreendido. Afinal, o sonho dourado de nove entre dez pessoas é perder alguns quilos, de preferência sem fazer muito sacrifício para atingir esse objetivo. Claro que exercícios físicos regulares e uma dieta adequada às características físicas, necessidades e estilo de vida de cada um são indispensáveis. Mas dar uma mãozinha para o metabolismo pode ser muito útil também, já que esse conjunto de reações que tem a função de gerar energia para o nosso corpo pode tanto atrapalhar quanto favorecer a perda de peso.

“O metabolismo é, basicamente, a maneira geral de descrever como nosso corpo processa e maneja os sistemas de ingestão e gasto de energia. Nossos hábitos – como dieta e exercícios, podem alterar a intensidade que esse processo ocorre, porém o fator idade é influenciador nesse resultado”, explica o nutricionista Paulo Ricardo Prati. Ele observa que, conforme os anos passam, esse processo se torna mais lento. Embora atividades físicas aeróbicas – como a corrida – ajudem muito a acelerar o metabolismo, pois “ensinam” o corpo a gastar mais energia, adotar alguns hábitos pode ajudar na queima calórica de forma saudável. Um cuidado importante é diversificar a dieta, já que a ingestão variada de alimentos proporciona rotatividade de nutrientes. “Um prato colorido é sinal de presença de muitas que vitaminas e minerais”, ensina Prati.

Além disso, uma forma saborosa de acelerar o metabolismo é recorrer ao consumo diário de frutas. O abacaxi, por exemplo, tem bromelina, uma enzima que facilita a digestão, enquanto suas fibras aumentam a saciedade. O maracujá contém pectina, substância que prolonga a sensação de saciedade e ainda impede parte da absorção de açúcares e das gorduras pelo organismo. O limão, importante fonte de ácido cítrico (que aumenta o pH do sangue e outros líquidos corporais), também ajuda a acelerar o metabolismo. Além de ricas em vitaminas, frutas como manga, laranja e mamão são ricas em fibras, o que contribui para driblar a fome e regular o intestino. A banana é importante fonte de triptofano, essencial na formação de serotonina (neurotransmissor que favorece a sensação de satisfação, adequação do sono e alivio da ansiedade). “Essa fruta deve ser consumida de preferência na parte da manhã para que o seu efeito possa ser sentido durante o dia”, ensina Prati.

Estudos apontam que o abacate auxilia na manutenção do peso e redução de gordura quando associado à uma alimentação e pratica de exercícios. “Como ajuda na formação do hormônio GH, quando consumido antes de dormir e protege o coração, mas o ideal é evitar consumí-lo com adoçante e antes de provas ou exercícios”, orienta Prati. Calórico, o açaí deve ser consumido em porções moderadas – mas não evitado. “Com alta concentração de antocianina, responsável por sua cor roxa intensa, age como antioxidante, combatendo os radicais livres, favorece a circulação e ajuda a regular o intestino”, diz o nutricionista.

Fonte: matéria publicada na ed. 22 do Jornal Corrida

1 Reply

oldestnewest
  • Muito Bom!

    Eu como de tudo, portanto estou sempre diversificando a minha alimentação e nunca deixo de realizar meus treinos.

    Ótimo artigo Gil!

You may also like...