Dicas de treinamento

Olá, pessoal!

Vou mandar por aqui mais algumas dicas de treinamento, que cabem aos que estão iniciando e aos que já estão correndo um pouco, tenham em mente que há muitas coisas importantes a fazer, além de correr!

Tenho que fazer musculação? Que exercícios executar?

A musculação é sempre recomendada, independente da fase do corredor, pois deixa o corpo mais preparado para o impacto da corrida. E o foco deve ser no corpo todo, já que os membros superiores também exercem papel importante na corrida.

Respirar pela boca ou pelo nariz?

Pela boca e pelo nariz. O ideal é se sentir bem durante o treino e não diminuir a oferta de oxigênio. Ah, e a forma como você respira nada tem a ver com a famosa “dor do lado”, que nada mais é que uma reação fisiológica da defesa do corpo quando o ritmo está acima do que podemos suportar.

Como calcular a frequência cardíaca?

A melhor maneira é por meio dos testes (teste de esteira, ergoespirométrico, testes de pista para avaliar a frequência cardíaca máxima, etc) e, a partir deste valor, utilizar os percentuais de treinamento. Para todas, você deve contar com a ajuda de um especialista (médico do esporte ou treinador). Circulam algumas fórmulas prontas para calcular a taxa, mas são passíveis de erro.

Como se preparar para uma prova?

Tenha uma boa noite de sono e não coma nada a que não esteja habituado. No dia da prova, faça um bom aquecimento – que serve também para antes dos treinos: uma breve caminhada ou trote leve já é suficiente. Use uma roupa adequada, com a qual esteja acostumado e hidrate-se!

Quando posso disputar uma prova?

Não há um tempo exato que você deve esperar até a primeira disputa, mas o ideal é ter, primeiro, uma sequência de treinos como parte da rotina. Com cerca de três meses de dedicação, você já pode experimentar uma prova curta, de 5 km, sempre, é claro, respeitando o seu ritmo de treino.

Fonte : Revista O2, mês de março de 2015.

oldestnewest