Adrenalina e Endorfina – Nos treinos e esportes

Durante o treino adrenalina só será encontrada em níveis elevados, em exercícios muito intensos e diminui poucos minutos após a atividade.

Já nos esporte a adrenalina vai surgir mais em momento de tensão, como um pênalti na final de um campeonato, um arremesso na cesta com poucos segundos para acabar o jogo no basquete, um saque no match point ou momentos de intensidade forte como correr o 400m ou nadar 50m.

A adrenalina se sobre sai também, em esportes radicais onde o risco de vida é maior colocando o atleta em estado de atenção quase o tempo todo, claro que com os treinos e o tempo de experiência as descargas de adrenalina diminuem.A endorfina no treino é ativada em exercícios de maior duração (média de 30 minutos), com intensidade moderada e continua (aeróbios). São essas as atividades que causam maior sensação de bem-estar no atleta.

No esporte a endorfina vai ser encontrada em períodos mais longos, com predominância em intensidade moderada, esportes como tênis, corrida de longa duração. Outro momento é no alcance do objetivo da competição, fazer um gol, uma cesta de três, bloquear no vôlei, chegar ao final de uma prova de corrida de rua.

Apesar desses hormônios terem funções diferentes, podemos encontra-los juntos no organismo.

Os hormônios em geral tem função de regular o organismo seja inibidora ou indutora, dependendo da situação, assim seu professor/treinador deve saber como proceder para ativar ou desativar algum hormônio nos exercícios.

Fonte: horadotreino.com.br/adrenalina-e-endorfina-acao-e-euforia

oldestnewest

You may also like...