Diabetes, Aprender a Conviver - ANAD

Estudo de exames oftalmológicos revela que o exame da córnea pode prever a neuropatia diabética

Estudo de exames oftalmológicos revela que o exame da córnea pode prever a neuropatia diabética

Examinar a córnea através de um microscópio especial significa que os médicos podem dizer se uma pessoa com diabetes tipo 2 tem danos nos nervos em apenas 10 minutos, afirma um estudo.

Pesquisadores suecos comunicaram que esse avanço poderia ajudar a determinar os estágios iniciais do dano nervoso ou a neuropatia diabética, de modo que o tratamento precoce pode ser prescrito, evitando danos adicionais.

O estudo envolveu 82 pessoas de Skelleftea no norte da Suécia com ou sem diabetes tipo 2. Cientistas da Universidade de Umea examinaram seus olhos usando um microscópio especial que revelou que a densidade do nervo da córnea foi menor naqueles com diabetes tipo 2 em comparação com aqueles sem diabetes. A duração mais longa do diabetes tipo 2 mostrou reduzir a densidade do nervo ainda mais.

O método recentemente desenvolvido, em um esforço combinado dos pesquisadores da Suécia, Alemanha, Itália e Noruega, envolve a criação de imagens dos nervos na córnea em três dimensões. Os pesquisadores relatam que esta é a primeira vez que esse método foi usado para avaliar o grau de dano nervoso em pessoas com diabetes.

Um programa que fornece uma análise automatizada também foi criado que pode ser desenvolvido para ser seguido pelos profissionais de saúde em geral.

"Há boas condições para que este novo método de diagnóstico seja amplamente introduzido nos cuidados de saúde", disse o autor principal, Professor Olov Rolandsson. "Embora atualmente não haja cura, é sempre uma vantagem detectar mais cedo mudanças nos nervos . Portanto, é valioso encontrar um método de diagnóstico rápido e seguro".

Não existe uma cura imediata para a função nervosa prejudicada em pessoas com diabetes tipo 2, mas manter um bom controle da glicemia oferece a melhor chance para o corpo curar danos de baixo nível e evitar que ocorram outros danos nos nervos .

Alta taxa de glicose no sangue é muito comum para pessoas com diabetes. O programa Low Carb permitiu que milhares de pessoas conseguissem um adequado controle de seus níveis de açúcar no sangue, minimizando a dependência de medicamentos.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Investigative Opthalmology & Visual Science .

Fonte: Diabetes News - diabetes.co.uk de março de 2018, por Jack Woodfield

oldestnewest

You may also like...