COVID-19 Acabará por se Tornar Sazona... - Diabetes, Aprende...

Diabetes, Aprender a Conviver - ANAD

1,609 members1,762 posts

COVID-19 Acabará por se Tornar Sazonal, Prevêem os Pesquisadores

FF49
FF49Administrator

Uma nova pesquisa publicada na revista Frontiers in Public Health sugere que o SARS-CoV-2 provavelmente será afetado pela mudança das estações de uma forma semelhante a outros coronavírus humanos e influenza.

Em regiões temperadas, isso significaria redução de infecções no verão e picos no inverno. No entanto, essa sazonalidade só é provável de ocorrer quando uma vacina é desenvolvida e maior imunidade coletiva é alcançada.

Transmissão do Coronavírus

O aparecimento súbito e a rápida disseminação do SARS-CoV-2 e da doença que ele causa, COVID-19, deixaram os cientistas tentando desenvolver vacinas para combater o vírus e tratamentos para sua doença.

Outra área importante de pesquisa é como o vírus é transmitido de uma pessoa para outra.

Compreender como o vírus se espalha é crucial, pois permite que os governos adotem políticas que efetivamente limitem a transmissão viral.

Embora as políticas variem de país para país, geralmente envolvem manter distância social, lavar as mãos regularmente e usar máscaras faciais.

Isso porque o vírus pode ser transmitido em superfícies, por meio do contato humano direto, e por meio de gotículas expelidas quando uma pessoa espirra, tosse ou fala.

Além de se transmitir por gotículas do trato respiratório, o vírus também pode se espalhar por aerossóis : gotículas muito pequenas que são expelidas junto com as maiores ou que se formam quando as gotículas maiores evaporam.

Determinar com precisão como o vírus se transmite requer tempo e pesquisa. No entanto, dada a letalidade do COVID-19, decisões políticas precisam ser tomadas com urgência, com base nas melhores evidências disponíveis atualmente. Fazer as melhores sugestões requer que os cientistas analisem pesquisas emergentes sobre COVID-19 e estudos anteriores que analisaram vírus semelhantes.

Isso também pode permitir aos pesquisadores prever melhor como o vírus reagirá no futuro.

Sazonalidade de Clima Frio

No presente estudo, a equipe reuniu as pesquisas mais recentes sobre COVID-19 e comparou-as com informações sobre outros vírus que afetam o trato respiratório.

Eles fizeram isso para prever se o novo coronavírus provavelmente se tornará sazonal - particularmente grave no inverno nas regiões temperadas - ou se circulará durante todo o ano.

Os pesquisadores notaram que muitos outros coronavírus humanos são mais prevalentes no inverno do que no verão, assim como o vírus da gripe que se pensa reagir à temperatura de forma semelhante ao SARS-CoV-2.

Eles argumentam que esse padrão sazonal provavelmente se desenvolverá no SARS-CoV-2, devido aos efeitos do clima no vírus e nos humanos.

Em primeiro lugar, apontam os pesquisadores, o clima pode afetar a estabilidade do vírus. Pesquisas anteriores sugeriram que os vírus envelopados, incluindo o SARS-CoV-2, se tornam mais estáveis em climas frios. Isso significa que eles são capazes de sobreviver por períodos mais longos entre os hospedeiros.

O tempo frio também pode permitir que o vírus viaje pelo ar com mais facilidade, enquanto níveis mais elevados de radiação ultravioleta no verão podem ser mais propensos a matar o vírus.

Em segundo lugar, o tempo frio pode afetar nossa fisiologia, tornando mais fácil para o vírus nos infectar. As pessoas geralmente também obtêm menos vitamina D no inverno, quando a luz solar é menos intensa, o que tem sido relacionado a uma resposta imunológica enfraquecida a infecções respiratórias.

Além disso, as pessoas têm maior probabilidade de ficar em casa durante os meses de inverno, aumentando o risco de transmissão viral em casa, no trabalho e na escola, por exemplo.

Medidas de Emergência Ainda São Necessárias

Embora o clima frio possa aumentar a taxa de transmissão do SARS-CoV-2, a prevalência do vírus em países com calor significativo e altos níveis de umidade sugere que as condições climáticas por si só não são suficientes para tornar o vírus sazonal.

Em vez disso, os pesquisadores argumentam que a sazonalidade só é provável quando uma vacina eficaz for desenvolvida e implantada, e quando um nível maior de imunidade coletiva ocorrer, à medida que mais pessoas desenvolvem a infecção.

Isso significa que, entretanto, as medidas de emergência continuam a ser cruciais para limitar a propagação do vírus - independentemente da época do ano.

Como o coautor do estudo Hadi Yassine, professor assistente de doenças infecciosas na Universidade do Qatar, em Doha, observa:

“A maior taxa global de infecção por COVID-19 per capita foi registrada nos estados do Golfo, independentemente da estação quente do verão. Embora isso seja atribuído principalmente à rápida propagação do vírus em comunidades fechadas, afirma a necessidade de medidas de controle rigorosas para limitar a propagação do vírus até que a imunidade de rebanho seja alcançada ”.

Como observa o autor sênior do estudo Hassan Zaraket, professor assistente de virologia da Universidade Americana de Beirute, no Líbano, "COVID-19 está aqui para ficar e continuará a causar surtos durante todo o ano até que a imunidade coletiva seja alcançada".

“Portanto, o público precisará aprender a conviver com isso e continuar praticando as melhores medidas de prevenção, incluindo uso de máscara, distanciamento físico, higienização das mãos e evitar aglomerações”, acrescenta.

Os autores enfatizam que seu estudo é a “melhor estimativa” de como o SARS-CoV-2 pode reagir às mudanças nas condições climáticas. Embora possa se comportar de maneira semelhante aos vírus anteriores, o novo vírus é único e pode reagir de maneiras inesperadas.

“Este continua sendo um vírus novo e, apesar do corpo científico em rápido crescimento sobre ele, ainda existem coisas que são desconhecidas. Se nossas previsões são verdadeiras ou não, isso ainda será visto no futuro. Mas achamos que é altamente provável, dado o que sabemos até agora, que o COVID-19 eventualmente se tornará sazonal, como outros coronavírus. ”

- Hassan Zaraket, Ph.D.

Fonte: Medical News Today - Escrito por Timothy Huzar em 17 de setembro de 2020 - Fato verificado por Eleanor Bird, MS