Log in
Diabetes, Aprender a Conviver - ANAD
1,503 members1,249 posts

Sou novo aqui

boa tarde!

gostaria de saber qual situacao é pior, quando a diabete esta muito elevado, ou quando esta baixo de mais, eu tento controlar a minha alimentacao, mais sempre fui um fracasso, hoje estou mais conciente, ja tive situacao de calamidade,ja cheguei com 25 de glicemia no hospital, e hj eu procuro me controlar, qual situacao é pior

1 Reply
oldestnewest

Falando o óbvio, nenhuma das 2 situações é ideal. O não controle glicêmico com valores altos de glicemia irá aumentar as possibilidades de complicações do diabetes. Valores muito elevados podem levar a Cetoacidose Diabética, que é uma condição grave que pode resultar em coma ou até mesmo a morte. A cetoacidose diabética acontece quando os níveis de açúcar (glicose) no sangue do paciente diabético encontram-se muito altos. Quando há falta de insulina, duas situações simultâneas ocorrem: o nível de açúcar no sangue vai aumentando e as células sofrem com a falta de energia. Para evitar que as células parem de funcionar, o organismo passa a usar os estoques de gordura para gerar energia. Só que nesse processo em que o corpo usa a gordura como energia, formam-se as cetonas.

As cetonas são ácidos que se acumulam no sangue e aparecem na urina. Níveis elevados de corpos cetônicos podem envenenar o corpo. Quando os níveis ficam muito altos, têm-se a cetoacidose diabética. Isso é uma emergência médica e deve ser tratada imediatamente. A cetoacidose diabética ocorre mais comumente em pacientes com diabetes tipo 1, mas também acontece em pacientes com diabetes tipo 2.

O outro extremo, baixos níveis de glicose no sangue irão levar a Hipoglicemia que é uma queda vertiginosa das taxas de açúcar no sangue. Quando isso ocorre, surgem sintomas como tontura, palidez e confusão mental. Mas a verdade é que o problema, mais comum em pacientes com diabetes por causa da oscilação da glicemia, exige um olhar mais atento.

Como há pouca glicose no sangue, a quantidade que entra nas células é pequena, mesmo que haja insulina – hormônio responsável pela entrada da glicose nas células – disponível. Com o suprimento lá embaixo, as células não conseguem produzir energia.

O organismo percebe a falta de energia e dispara a produção de substâncias que deixam o corpo de prontidão. A adrenalina fabricada pelas suprarrenais e o glucagon, pelo pâncreas, são duas delas. Essa reação pode gerar dor de cabeça, tremor, palidez, entre outros sintomas.

Se a pessoa continuar sem comer, o organismo passa a ser afetado mais gravemente. Os primeiros órgãos a sofrer são o coração e o cérebro. Vêm a taquicardia, a tontura, o desmaio… Em casos mais severos, se nada for feito, a pessoa pode entrar em coma e até morrer.

Conclusão :

CONTROLE RÍGIDO : MEDICAMENTOS, DIETA ADEQUADA , PRATICA DE ATIVIDADE FÍSICA E MEDIDAS DIÁRIAS DA SUA GLICEMIA .

CONSULTE SEMPRE O SEU MÉDICO.

Reply

You may also like...