Log in
Diabetes, Aprender a Conviver - ANAD
1,505 members1,250 posts

Gorduras ou carboidratos: o que causa a obesidade?

Gorduras ou carboidratos: o que causa a obesidade?

Fonte: Medical News Today - Por Maria Cohut , em 16/07/2018

Demasiados carboidratos ou muita gordura? Opiniões sobre quais partes de nossas dietas podem causar obesidade estão divididas. Um estudo recente examina mais de perto os efeitos da dieta no peso e na saúde.No início deste ano, o Medical News Today relatou um estudo que comparou os potenciais benefícios da dieta de baixo teor de carboidrato com os da dieta de baixo teor de gordura.

Os cientistas perguntaram qual tipo de dieta seria melhor para eliminar o excesso de peso.

Sua conclusão? Em essência, isso é difícil de dizer.

Ambos têm prós e contras; algumas pessoas podem se beneficiar mais de diminuir as gorduras, enquanto outras podem ver melhores resultados aderindo a um plano de dieta pobre em carboidratos.

Ambos os carboidratos (que são uma fonte primária de glicose, ou açúcar simples) e gorduras têm sido culpados por aumentar a probabilidade de uma pessoa enfrentar a obesidade , e os estudos continuam debatendo esses pontos, então o argumento está longe de ser resolvido.

Recentemente, a visão de que uma ingestão excessiva de carboidratos pode ser a principal causa dietética da obesidade teve mais tração, embora alguns pesquisadores tenham questionado isso.

Em um artigo agora publicado na revista Cell Metabolism , pesquisadores de duas instituições - o Instituto de Genética e Biologia do Desenvolvimento da Academia Chinesa de Ciências de Pequim e da Universidade de Aberdeen, no Reino Unido - mais uma vez viraram as cartas, sugerindo que devemos olhar mais uma vez para alimentos gordurosos.

O consumo de açúcar não teve impacto no peso

No que eles acreditam ser o maior estudo desse tipo até agora, o pesquisador-chefe John Speakman e sua equipe trabalharam com camundongos para testar os efeitos de três macronutrientes - carboidratos , gorduras e proteínas - no acúmulo de gordura corporal.

Os cientistas se voltaram para o modelo murino porque, como explicam, pedir aos participantes humanos para seguir um tipo de dieta e avaliá-los por períodos muito longos de tempo é extremamente complicado.

Mas observar roedores - que possuem mecanismos metabólicos semelhantes - poderia oferecer pistas cruciais e evidências viáveis.

Os ratos pertencentes a cinco diferentes linhagens geneticamente modificadas foram distribuídos em um dos 30 tipos diferentes de dieta, incluindo variações no teor de gordura, carboidratos e proteínas.

Os ratos foram mantidos em suas respectivas dietas por um período de 3 meses - o que conta como 9 anos seria para os seres humanos.

Durante todo esse tempo, eles foram avaliados quanto a alterações no peso corporal e no conteúdo de gordura corporal, para ver qual dos camundongos acabaria se tornando obeso.

Os cientistas descobriram que apenas uma ingestão excessiva de gorduras aumentou a adiposidade (conteúdo de gordura corporal) em camundongos, enquanto os carboidratos - incluindo até 30% das calorias derivadas da sacarose - não tiveram impacto.

Além disso, uma dieta gordurosa e açucarada combinada não aumentava a gordura corporal mais do que uma dieta gordurosa por si só.

Quanto ao consumo de proteínas, a equipe de pesquisa afirma que não havia evidências de que isso afetasse a ingestão de outros macronutrientes ou a quantidade de gordura corporal.

E por que a ingestão de gordura leva à obesidade? Os pesquisadores acreditam que as gorduras "atraem" o sistema de recompensa do cérebro, estimulando o desejo por uma quantidade excessiva de calorias , o que determina o ganho de peso.

"Uma clara limitação deste estudo", como Prof. Speakman explica, "é que é baseado em ratos, em vez de seres humanos".

"No entanto, os ratos têm muitas semelhanças com os seres humanos em sua fisiologia e metabolismo, e nunca faremos estudos em que as dietas dos seres humanos sejam controladas da mesma forma por períodos tão longos".

"Portanto, a evidência que fornece é uma boa pista para quais os efeitos de diferentes dietas provavelmente em humanos."

Prof. John Speakman

3 Replies
oldestnewest

Dieta low-carb é a resposta pra obesidade!

Reply

A dieta Low-Carb tem sido bastante discutida e preconizada. Neste ultimo trimestre será iniciado o maior estudo até hoje realizado na escandinávia , cientificamente falando,sobre a dieta Low-Carb. No Reino Unido está sendo muito indicado para os portadores de diabetes tipo 2, mas SEMPRE ORIENTADO POR UM MÉDICO E UM NUTRICIONISTA.

Na minha opinião, dietas somente funcionam com a mudança do Estilo de Vida, onde inclui atividade física faz parte integrante. Cada individuo tem uma necessidade de ingesta calórica dependendo da idade, sexo, atividade física, atividade profissional, altura, peso.

Sigo a dieta mediterrânea, que no meu caso, foi a que melhor me adaptei, mas acompanhado por nutricionista e meu médico.

1 like
Reply

Estilo de vida!!! Excelente observação

Reply

You may also like...