Estudo dinamarquês mostra efeitos pos... - Diabetes, Aprende...

Diabetes, Aprender a Conviver - ANAD
1,590 members1,657 posts

Estudo dinamarquês mostra efeitos positivos da dieta baixa em carboidratos

FF49
FF49Administrator

Fonte: Diabetes News - diabetes.co.uk , por Jack Woodfield : 04/07/2018

Substituir massas e batatas por carne e ovos pode melhorar significativamente os níveis de açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2 , de acordo com pesquisadores dinamarqueses.

Ao reduzir a energia obtida a partir de carboidratos ricos em amido e aumentar a ingestão de proteína, os participantes também relataram sentir mais satisfeitos entre as refeições.

O estudo contribui para o crescente conjunto de evidências mostrando como a baixa ingestão de carboidratos pode melhorar os resultados de saúde, particularmente para pessoas com diabetes tipo 2.

Um total de 16 pessoas com diabetes tipo 2 com idade entre 43-70 anos que estavam sendo tratadas com metformina foram submetidos a uma dieta padrão, com maior quantidade de carboidratos ou com uma dieta rica em proteínas. O último grupo reduziu sua energia de carboidratos de 29% para 16% e aumentou sua energia de proteínas de 31% para 54%.

Os pesquisadores da Universidade de Copenhague revelaram que aqueles que seguiram a dieta rica em proteínas reduziram seus níveis de glicose depois de comer em 18% e também diminuíram sua insulina total em 22%, em comparação com aqueles na dieta com alto teor de carboidratos.

Eles também descobriram que os níveis de outros dois hormônios envolvidos no metabolismo - polipeptídeo insulinotrópico dependente de glicose e peptídeo semelhante ao glucagon 1 - aumentaram em 35% e 17%, respectivamente.

Além disso, aqueles que fizeram uma dieta rica em proteínas relataram sentirem-se mais satisfeitos por mais tempo entre cada refeição, reduzindo sua vontade de lanches.

Os pesquisadores dizem que mais trabalhos devem ser realizados para investigar os efeitos da ingestão de uma dieta rica em proteínas no diabetes a longo prazo.

Os resultados foram publicados na revista Nature Medicine .

Nota:

A ANAD recomenda sempre consultar o seu médico e seu nutricionista

You may also like...