Genética do Diabetes

Provavelmente você já imaginou como você desenvolveu o Diabetes.

Você pode estar pensando que seus filhos também podem desenvolvê-la.

Diferente de algumas características, o Diabetes não pode ser herdado em um padrão simples.

No entanto, algumas pessoas nascem com tendências mais fortes para desenvolver o Diabetes do que outras pessoas.

O que Leva ao Diabetes?

O Diabetes Tipo 1 e Tipo 2 (DM1 e DM2) são caracterizados por altos níveis de glicose no sangue causado tanto por falta de insulina como na inabilidade do corpo de utilizar a insulina de forma eficiente.

O DM2 se desenvolve normalmente em pessoas de meia idade e adultos mais velhos, mas também pode surgir em pessoas mais jovens. No entanto, dois fatores são importantes em ambos os tipos de Diabetes.

Se você herdou uma pré-disposição para a doença algo no meio ambiente pode desencadeá-la.

Os genes por si próprios não são suficientes para levar à doença. Uma prova disto são os gêmeos idênticos. Gêmeos idênticos possuem genes idênticos.

No entanto, se um gêmeo possui o Diabetes Tipo 1 o outro gêmeo desenvolve Diabetes Tipo 1 em apenas metade dos casos.

Quando um gêmeo possui o DM2, o outro possui risco de 3 em 4 vezes de adquirir a doença.

DM1 Na maioria dos casos do DM1, os indivíduos precisam herdar os fatores de risco de ambos os pais.

Acreditamos que estes fatores devem ser mais comuns em pessoas brancas pois as pessoas brancas possuem a maior taxa de DM1.

Devido a maioria das pessoas que possuem risco de adquirir Diabetes não a adquirirem, os pesquisadores desejam descobrir quais são os desencadeadores ambientais,

Um desencadeador pode estar relacionado ao clima frio. O DM1 normalmente se desenvolve no inverno e não no verão, e é mais comum em locais de clima frio.

Um outro, desencadeador pode ser um vírus. Talvez um vírus que possua apenas efeitos médios na maioria das pessoas desencadeie o DM1 em outras.

Introdução de dieta precoce pode desempenhar um papel também como gatilho.

O DM1 é menos comum nas pessoas que foram amamentadas por longo período e que receberam introdução de comida sólida em idade mais avançada. Em muitas pessoas, o desenvolvimento do DM1 parece levar muitos anos.

Em experimentos que acompanharam parentes das pessoas com DM1, os pesquisadores descobriram que a maioria das pessoas que desenvolviam o Diabetes tardiamente possuíam determinados anticorpos em seu sangue anos anteriores à manifestação da doença. (anticorpos são proteínas de defesa produzidas pelo nosso organismo que destroem bactérias ou vírus. Indivíduos desenvolvem DM1 quando seus corpos produzem anticorpos que passam a atacar o pâncreas e destroem suas células beta produtoras de insulina.

O DM2 possui uma ligação mais forte com o histórico e linhagem familiar do que o DM1, embora este também dependa dos fatores ambientais.

Estudos com irmão gêmeos mostram que a genética desempenha um papel muito forte no desenvolvimento do DM2.

O estilo de vida também influencia no desenvolvimento do DM2.

A obesidade, tende a ser genética, e as famílias tendem a possuir hábitos alimentares e de exercícios físicos similares.

Caso você possua um histórico familiar de DM2, pode ser difícil identificar se seu Diabetes é devido aos fatores do seu estilo de vida ou suscetibilidade gené- tica. Provavelmente é devido a ambos. No entanto, não vamos perder as esperanças;

Estudos mostram que é possível retardar ou prevenir o DM2 através de exercícios e perda de peso.

DM1: Risco do seu Filho

Em geral, caso você seja um homem com DM1, as chances do seu filho desenvolver esse tipo de Diabetes é de 1 em 17.

Caso você seja uma mulher com DM1 e seu filho tenha nascido antes de você completar 25 anos, o risco do seu filho é de 1 em 25; caso seu filho tenha nascido após você cumprir 25 anos, o risco do seu filho é de 1 em 100. O risco do seu filho é dobrado caso você desenvolva o Diabetes antes dos 11 anos de idade.

Caso você e seu/sua parceiro(a) possuam DM1, o risco é entre 1 em 10 e 1 em 4. Há uma exceção para estes nú- meros. Cerca de 1 em cada 7 pessoas com DM1 possui uma condição chamada síndrome autoimune poliglandular tipo 2.

Além de possuir Diabetes, estas pessoas também possuem doenças auto-imunes da tireóide, de uma glândula chamada adrenal e outros distúrbios auto-imunes. Caso você possua esta síndrome, o risco do seu filho adquirir a síndrome - incluindo o DM1 - é de 1 em 2.

Os pesquisadores descobriram como prever as chances de uma pessoa adquirir o Diabetes.

Por exemplo, a maioria das pessoas brancas com Diabetes possuem genes chamados HLA-DR3 ou HLA-DR4. Caso você ou seu filho sejam brancos e compartilhem estes genes, o risco do seu filho é maior. (Genes suspeitos em outros grupos étnicos são menos estudados. O gene HLA- -DR7 pode colocar os afro-americanos em risco, e o gene HLA- -DR9 pode colocar os japoneses em risco.)

Outros testes podem ser realizados para tornar mais claro o risco do seu filho. Um teste especial que diz como o corpo responde a glicose e pode dizer quais crianças em idade escolar estão em maior risco.

Um outro teste mais caro pode ser realizado para crianças que possuem irmão com DM1. Este teste dosa os anticorpos contra insulina, contra células beta no pâncreas, contra uma enzima chamada de ácido glutâmico descarboxilase.

Níveis altos destes anticorpos podem indicar que uma criança possui um risco maior de desenvolver DM1.

DM2: Risco do seu Filho

O DM2 tem grande tendência familiar.

Em parte, esta tendência é devido a maus hábitos aprendidos pelas crianças - se alimentar de uma dieta pobre, não se exercitar - através de seus pais.

Porém, também possuem base genética.

Em geral, caso você possua DM2, o risco do seu filho adquirir o Diabetes é de 1 em 7 caso você seja diagnosticado antes dos 50 anos de idade, e de 1 em 13 caso você seja diagnosticado após os 50 anos de idade.

Alguns cientistas acreditam que o risco de uma criança é maior quando o portador do DM2 é a mãe.

Caso tanto você quanto seu conjugue possuam DM2, o risco do seu filho é de 1 em 2.

As pessoas com certos tipos raros de DM2 possuem riscos diferentes.

Caso você possua uma forma rara chamada MODY (do inglês maturity-onset Diabetes of the young ou Diabetes da maturidade com início no jovem), seu filho possui uma chance de quase 1 em 2 de adquirir esta também.

Fonte: ADA - American Diabetes Association

oldestnewest

You may also like...