Baixo Peso ao Nascer Aumenta o Risco de Diabetes Tipo 2

Fonte: diabetesincontrol

Yan Song, Diabetologia, Dec 2014

Uma série de fatores relacionados poderia alertar os médicos para uma maior probabilidade de que um paciente que nasceu com baixo peso tem um risco maior.....

Um novo estudo realizado com mais de mais de 3.000 mulheres confirma que baixo peso ao nascer prevê um aumento do risco de Diabetes Tipo 2 na idade adulta e os relatórios com biomarcadores intermediando parecem ser os melhores indicadores. A pesquisa pode ajudar os médicos a avaliarem melhor o risco do paciente.

Estudos mostraram consistentemente que as pessoas nascidas com peso igual ou inferior a 2,7 quilos tem um risco aumentado de desenvolver Diabetes Tipo 2 na fase adulta.

O novo estudo não só confirma o risco em uma amostra de mais de 3.000 mulheres, mas também mostra o valor preditivo relativo de diferentes biomarcadores, fornecendo aos médicos, novas e potenciais ferramentas para a melhor compreensão do risco individual de mulheres com baixo peso ao nascer.

As descobertas também podem ajudar os pesquisadores a desenvolver um guia, tentando destrinchar quais processos fisiológicos ocorrem de forma errada pelo baixo peso ao nascer, levando ao Diabetes Tipo 2.

O autor sênior Dr. Simin Liu, professor de epidemiologia e medicina na Universidade de Brown acrescentou :

" Estamos tentando entender qual a proporção do risco atribuível ao baixo peso ao nascer pode, efetivamente, ser explicado por esses intermediários bioquímicos, para entender a importância relativa de cada via. "

A pesquisa publicada, baseou-se em detalhados registos de saúde de participantes do Women's Health Initiative, um enorme estudo apoiado pelo National Heart Lung and Blood Institute. A equipe de Liu focou em 1.259 mulheres que desenvolveram o Diabetes Tipo 2 e em 1.790 mulheres de outro grupo semelhante que não desenvolveram o Diabetes Tipo 2.

Em geral, os dados mostraram que o baixo peso ao nascer (menos de 2,7 quilos) previram um risco 2,15 vezes maior de desenvolver Diabetes Tipo 2 em comparação com as mulheres nascidas com peso entre 3,6 a 4,6 quilos.

Este cálculo de risco foi ajustado para uma variedade de outras possíveis variáveis tais como : fumar, beber, exercício físico, dieta, índice de massa corporal, raça, etnia e história familiar de diabetes.

Em comparação com as mulheres nascidas entre 2,7 e 3,6 quilos, mulheres com baixo peso ao nascer apresentaram um risco de 1,27 vezes maior.

O estudo também analisou o valor relativo preditivo , medido em percentagem, de vários biomarcadores facilmente mensuráveis. Entre eles a resistência à insulina foi o que contribuiu mais fortemente (representando 47% ), o que não é surpreendente, porque a resistência à insulina é um componente central do Diabetes.

A partir da análise estatística , os altos níveis de E-selectina, um marcador de problemas nos vasos sanguíneos, foram responsáveis por 25 % dos riscos, os baixos níveis de hormônio sexual ligado à globulina contribuíram com 24 % , e a medida da pressão arterial sistólica respondeu por 8%.

Estes cálculos foram controlados individualmente para evitar potenciais variáveis de erro. A soma dos valores percentuais não atingem 100%, porque algumas vias dos fatores de risco podem se sobrepor.

Os pesquisadores concluíram que :

"Esses dados fornecem potenciais evidências com mecanismos quantificáveis ,ligando o baixo peso ao nascer com o aumento do risco de desenvolver o Diabetes Tipo 2 na idade adulta ".

Pontos Relevantes :

1. Baixo peso ao nascer prevê um aumento do risco de Diabetes Tipo 2 em adultos.

2. Baixo peso ao nascer (menos de 2,7 quilos ) prevê um risco 2,15 vezes maior risco de desenvolver Diabetes Tipo 2 em comparação com as mulheres nascidas entre 3,6 e 4,6 .

3. Os dados fornecem evidências com mecanismos quantificáveis ligando o baixo peso ao aumento ao risco de desenvolver o Diabetes Tipo 2.

oldestnewest

You may also like...