Melhor Regime de Insulina para o Tratamento do Diabetes Tipo 1

Fonte : diabetesincontrol / BMJ

Para as pessoas com Diabetes Tipo 1, a insulina de ação prolongada pode ser uma melhor escolha do que o tratamento com insulina de ação intermediária ....

Diferentes tipos de insulina são usados para controlar o Diabetes Tipo 1.

Insulina de ação prolongada demora cerca de uma hora para começar a reduzir os níveis de açúcar no sangue e tem um tempo de ação de até 26 horas, enquanto a insulina de ação intermédia leva cerca de uma a três horas para começar a reduzir os níveis de açúcar no sangue e tem um tempo de ação de até 16 horas.

Nesta nova análise, os pesquisadores liderados pelo Dr. Andrea Tricco do Hospital St. Michael, em Toronto analisaram dados de 39 estudos.

Os estudos compararam uma ou duas doses diárias de insulinas de ação prolongada e de insulina de ação intermediária e concluíram que a insulina de ação prolongada foi mais segura e mais eficaz.

O Dr. Tricco, em uma nota de impressa do Hospital afirmou :

"Em pacientes com Diabetes Tipo 1, verificou-se que a insulina de ação prolongada é superior à insulina de ação intermédia, controlando melhor o açúcar no sangue , evitando o ganho de peso e o tratamento da hipoglicemia severa".

Em comparação com a insulina de ação intermédia, a insulina de ação prolongada também melhorou significativamente os níveis de Hemoglobina A1C.

"Aqueles pacientes que tomam insulina de ação intermédia foram mais propensos a ganhar peso", disse Tricco, que é professor assistente na Universidade de Toronto da Escola de Saúde Pública. "Eles ganharam uma média de 2,4 quilos a mais do que os participantes que tomaram doses de insulina de ação prolongada."

Os pesquisadores também descobriram que as pessoas com Diabetes Tipo 1 que tomaram insulina de ação prolongada comparadas com aquelas que tomaram insulina de ação intermediária tiveram uma probabilidade 38 por cento menor de desenvolver hipoglicemia severa .

Dr. Triccco afirmou em nota de imprensa :

"Com esta informação, os pacientes e seus médicos devem adaptar a sua escolha de insulina de acordo com a preferência, custo e acessibilidade".

BMJ , 01 de outubro

oldestnewest

You may also like...