Desenvolvimento para o Diabetes Tipo 2 pode ser moderado ao comer dois tipos de nozes

Fonte: diabetesincontrol

Comer pistache e amêndoas pode ajudar a proteger contra o desenvolvimento do Diabetes Tipo 2 em pessoas que já estão em alto risco ....

No Congresso Europeu sobre Obesidade de 2014, pesquisadores da Espanha e dos Estados Unidos informaram sobre os potenciais benefícios do pistache e amêndoas.

Monica Bulló, MD, da Unidade de Nutrição Humana da Universidade Virgili em Reus, Espanha, realizou um estudo com 49 pacientes pré-diabéticos com sobrepeso ou obesos.

Eles foram aleatoriamente designados para uma dieta controle ou uma dieta com pistache por um período de quatro meses. A dieta com pistache consistiu dos pacientes comerem 57 gramas de pistache por dia, ou em torno de um "punhado" de nozes, como disse a Dra. Bulló .

A dieta controle substituiu o pistache pelo azeite. A quantidade de ácidos graxos saturados e colesterol em ambas as dietas controle e pistache não diferiram. O estudo contemplou um período de " limpeza " por duas semanas antes de cruzar para a dieta alternativa para um novo período de quatro meses, na esperança de permitir que os indivíduos a agirem de forma eficaz como seus próprios controles.

Dependendo do peso do paciente, a quantidade de calorias variou 1900-2500 por dia.

No início do estudo e, em seguida, mensalmente, medidas antropométricas e pressão arterial foram medidas. Além disso, a atividade física dos pacientes foi avaliado. No início e no final de cada período de intervenção amostras de sangue foram coletadas para observar o hemostático, inflamatório, oxidativo e marcadores de risco metabólicos relacionados.

Seu estudo mostrou que 57 gramas de pistaches por dia durante quatro meses reduziu significativamente a glicose em jejum, insulina e resistência à insulina. Além disso, depois de comer os frutos de casca rija, não houve mudança no peso corporal.

Dr. Bulló concluiu: "O consumo regular de pistache poderia reduzir a resistência à insulina, sugerindo um papel potencial protetor do consumo de pistache contra o desenvolvimento do Diabetes Tipo 2."

Sze Yen Tan, PhD, do Departamento de Ciência da Nutrição da Universidade de Purdue, em West Lafayette, Indiana, apresentou um cartaz de outro estudo, que consistia de 137 adultos que apresentavam um elevado risco para o diabetes.

Os pacientes foram randomizados em um dos três grupos para consumir 43 gramas de amêndoas (aproximadamente 250 calorias) por dia por um período de quatro semanas.

As amêndoas foram dadas com as refeições - café da manhã ou almoço, ou como um lanche no perído da manhã ou lanche da tarde, ou nenhuma porção de amêndoas foram dadas.

O estudo mostrou que aqueles que comiam amêndoas como um lanche sentiram menos fome e em comparação com aqueles que não comeram.

Além disto os lanches com amêndoas levaram a níveis mais baixos de glicose no sangue.

Dr. Tan concluiu: "A inclusão de 43 gramas de amêndoas em uma dieta diária, especialmente como lanches, pode ajudar a moderar a glicemia sem promover ganho de peso."

Pontos Relevantes:

# O primeiro estudo mostrou que 57 gramas de pistache por dia durante quatro meses, permite reduzir significativamente a glicose em jejum, insulina, resistência à insulina , para aqueles com pré-diabetes.

# No segundo estudo, concluiu-se que: "A inclusão de 43 gramas de amêndoas em uma dieta diária, podem ajudar a moderar a glicemia sem promover ganho de peso."

# Ambos os estudos mostraram que aqueles que comiam nozes sentiram menos fome comparados com aqueles que não o fizeram. Além disso, aqueles que comeram nozes tinham níveis mais baixos de glicose no sangue pós-prandial, e não teviveram qualquer ganho de peso.

2014 Congresso Europeu sobre Obesidade. Resumo T5: OS2.3, Apresentado em 31 de maio de 2014.

oldestnewest

You may also like...