A Declaração de Berlim

Uma ambição coletiva de mudança nas políticas para impulsionar a antecipação de ações no Diabetes Tipo 2

Um excelente trabalho foi iniciado a nível internacional pelas Nações Unidas, pela Organização Mundial da Saúde e pelo Parlamento Europeu, para aumentar a conscientização sobre o desafio e iniciar a ações precoces. Também sabemos que em vários países existem planos nacionais para tentar combater o peso do Diabetes Tipo 2

A Declaração de Berlim procura construir neste trabalho, ações apoiando o desenvolvimento e a implementação de objetivos tangíveis, orientadas no curto, no médio e no longo prazo que conduzam no controle do Diabetes Tipo 2.

Onde existem Planos Nacionais eficazes, encorajamos que a Declaração de Berlim seja usada como inspiração para a implementação , traduzindo as evidências em ação. Onde eles ainda estão para serem implantados, a Declaração pode ser usada para construir um plano robusto baseado nas melhores práticas internacionais , para garantir que essas ambições sejam traduzidas em ações que atinjam vida das pessoas em cada nação.

Para ajudar os responsáveis pelas decisões neste processo, a Declaração de Berlim foi criada por uma parceria de organizações, apoiadas por especialistas mundiais em Diabetes, comprometidos com a causa .

Principais objetivos da Declaração de Berlim.

Levando em consideração as diferenças locais : culturais, sociais e económicas , os objetivos desta Declaração são:

· Esboçar os principais princípios de ação antecipada que cada país deve trabalhar para reduzir incide e melhorar a vida das pessoas com Diabetes Tipo 2

· Oferecer inspiração e orientar sobre quais tipos de políticas deveriam ser ( e em alguns lugares foram ) implementadas

· Focar a atenção em um pequeno número de metas mensuráveis de ação imediata, monitorar o progresso e garantir que a mudança centrada no paciente esteja sendo alcançada.

Uma declaração pode ser universalmente aplicável?

Esta declaração é ao mesmo tempo um desafio e uma inspiração para a mudança. Será um apelo global à ação para os decisores políticos agirem sobre as lacunas que sabemos existir. Ela não vai culpar nem apontar os dedos, mas sim fornecer inspiração e orientação tangível, tornando mais fácil para todas as partes interessadas tomar as decisões certas para as pessoas com Diabetes.

Especialistas de vários países desenvolveram a Declaração de Berlim com base em princípios reunidos através de sua própria experiência, que provavelmente serão aplicáveis em outros países, culturas e sistemas. Pelo seu escopo Internacional, a declaração é, portanto, relevante para todas as nações, independentemente de seus diferentes ambientes, o que permitirá que os Programas Nacionais existentes e identificados se aprofundem e produzam mudanças.

Como podemos garantir que a Declaração de Berlim terá um impacto positivo para as pessoas com Diabetes?

Os parceiros comprometeram-se a trabalhar para a implementação desta Declaração. Isso inclui controlar a entrega das ações no campo e a revisão na reconvenção em 2017 em Roma para discutir o progresso. Desta forma, esta iniciativa é única pelo apoio , tanto a nível local e quanto internacional. No entanto, neste contexto, a importância dos Líderes Nacionais e o envolvimento de todas as partes interessadas é primordial para o seu sucesso na transformação das vidas das pessoas : com e com risco de Diabetes.

Políticas devem ser implementadas em todos e em cada país para apoiar a ação antecipada no controle do Diabetes Tipo 2 para realmente mudar o curso desta crise global

Prevenção

Mudanças de estilo de vida podem realmente fazer a diferença e parar a progressão para o Diabetes nestas faixas.

Dr. David Cavan, Diretor de Politicas e Programas, Federação Internacional de Diabetes

Detecção Precoce

Um estudo mostrou ao longo do tempo que quase a metade das pessoas diagnosticadas com Diabetes , já tinham desenvolvido uma ou mais complicações relacionadas com o Diabetes

Professor Andrew Boulton, Professor de Medicina, Universidade de Manchester, Consultor Médico, Mancheters Royal Infirmary, GB

Controle Precoce

Agir mais cedo e mais rápido deve ser uma prioridade se quisermos minimizar os riscos de Diabetes não controlados - não podemos nos dar ao luxo de atrasar mais.

Acesso Imediato às Intervenções Certas

A detecção precoce e o tratamento multifatorial das pessoas com Diabetes devem ser uma prioridade para todos.

oldestnewest

    You may also like...