Glucagon intranasal no horizonte para os diabéticos

Glucagon intranasal no horizonte para os diabéticos

Fonte : diabetesincontrol, de 16/01/2016

O produto pode oferecer solução mais simples para hipoglicemia sobre injeções intramusculares.

O risco de hipoglicemia representa um grande risco para pacientes com Diabetes Tipo 1. A hipoglicemia é caracterizada como níveis muito baixos de glicose no sangue, geralmente abaixo de 70 mg / dL.

Alguns sintomas visivelmente de início de hipoglicemia são tremores, ansiedade, sudorese, confusão, fome, ou dores de cabeça.

Hipoglicemia grave pode levar à perda de consciência ou convulsões, o que torna o tratamento de hipoglicemia uma alta prioridade. A hipoglicemia é uma grande preocupação para os pacientes diabéticos devido a seu rígido controle glicêmico . Estudos mostram que um diabético Tipo 1 fazendo uso de uma terapia intensiva de insulina pode ter sintoma de hipoglicemia até 10 vezes por semana e experimentar um episódio hipoglicêmico incapacitante grave uma vez por ano. Estima-se que 2-4% das mortes na Diabetes Tipo 1 é devido à hipoglicemia. A hipoglicemia também é muito comum em diabéticos Tipo 2 fazendo uso de insulina com taxas de prevalência de 70-80% em ensaios clínicos.

Hipoglicemia grave deve ser tratada agressivamente para evitar maiores complicações. Atualmente, o tratamento de hipoglicemia grave fora de um ambiente hospitalar é limitada ao glucagon intramuscular, o que requer a reconstituição antes da administração. Isto pode aumentar a chance de erro.

O Laboratório Eli Lilly está atualmente realizando um estudo experimental com um glucagon intranasal para combater a hipoglicemia em uma solução muito mais simples e mais segura.

Um estudo cruzado de não inferioridade aleatorizado foi realizado em oito centros clínicos. O estudo envolveu 75 adultos com Diabetes Tipo 1 com média de idade de 33 anos e duração média do Diabetes de 18 anos . O estudo fez um estudo head-to-head de glucagon intranasal (3 mg) versus glucagon intramuscular (1 mg). O sucesso do tratamento foi definido como o aumento da glicose no plasma para mais do que 70 mg / dL ou um aumento de 20 mg / dL de glicose no plasma após 30 minutos de administração do glucagon.

Os participantes da pesquisa jejuaram durante a noite e tinham níveis de glicose a partir de pelo menos 90 mg / dL. Os participantes foram, então, recebendo infusões intravenosas de insulina até que seus níveis de glicose no sangue reduzissem para abaixo de 60 mg / dL para induzir hipoglicemia. Uma vez hipoglicemia ser atingida, a infusão de insulina foi interrompida e os participantes receberam um dos dois produtos de glucagon cinco minutos mais tarde. O glucagon foi administrado por via intranasal com a colocação do dispositivo na narina do paciente e simplesmente empurrando um êmbolo, através da qual o dispositivo liberta o pó de glucagon nas cavidades nasais do paciente. O glucagon é então absorvido na mucosa nasal, sem necessidade de inalação pelo paciente. Em uma fase de um estudo anterior, a absorção de glucagon através da cavidade nasal não é afetada por descongestionamento nasal.

O estudo teve resultados positivos para o glucagon intranasal . O tratamento com glucagon intranasal teve sucesso com 74 de 75 pacientes versus tratamento com o glucagon intramuscular 75 de 75 pacientes. O único paciente " vencido " com o glucagon intranasal chegou perto de cumprir os critérios de sucesso, alcançando a glicose plasmática de 65 mg / dL após 30 minutos e teve um aumento de 25 mg / dL da glicemia aos 40 minutos. O aumento da glicose no sangue com glucagon intranasal defasado 5 minutos atrás de glucagon intramuscular. A diferença de 5 minutos é pouco provável que seja clinicamente significativa e é compensado pelo atraso no mundo real de administrar glucagon intramuscular.

Com a eficácia do glucagon intranasal , se aprovado, poderia substituir o glucagon intramuscular como padrão de atendimento. A facilidade de administração intranasal e acessibilidade de glucagon torna uma solução muito mais prática para a hipoglicemia. A facilidade de administração não tem os passos complicados e propensos a erros de injeção intramuscular, como a reconstituição e injeção.

O glucagon intranasal poderá ser no futuro na luta contra a hipoglicemia devido à facilidade de utilização e eficácia do medicamento.

Pontos Relevantes:

1. A hipoglicemia ocorre quando a glicose no sangue cai abaixo de 70 mg / dL. Os pacientes devem estar cientes dos sinais e sintomas da hipoglicemia, como tremores, ansiedade, sudorese, ou dores de cabeça.

2. O glucagon é um tratamento eficaz para a hipoglicemia nos pacientes. Atualmente fora do ambiente hospitalar, o tratamento para hipoglicemia grave é limitada a uma injecção intramuscular glucagon.

3. Glucagon intranasal é um produto sob investigação pelo Laboratorio Eli Lilly. Aumento da glucose no sangue com glucagon intranasal fica atrás glucagon intramuscular por 5 minutos, mas é improvável ser clinicamente significativo e compensada pela facilidade de uso intranasal de glucagon.

Referências :

Rickels, Michael R., et ai. “Intranasal Glucagon for Treatment of Insulin-Induced Hypoglycemia in Adults With Type 1 Diabetes: A Randomized Crossover Noninferiority Study.” Diabetes care (2015): dc151498.

American Diabetes Association. “Hypoglycemia (Low Blood Glucose). diabetes.org

Briscoe, Vanessa J., e Stephen N. Davis. “Hypoglycemia in type 1 and type 2 diabetes: physiology, pathophysiology, and management.” Clinical Diabetes 24.3 (2006): 115-124.

oldestnewest

You may also like...