DIETA PERSONALIZADA É MAIS EFICAZ DO QUE MEDICAMENTOS PARA A DIABETES TIPO 2, DIZ ESTUDO

DIETA PERSONALIZADA É MAIS EFICAZ DO QUE MEDICAMENTOS PARA A DIABETES TIPO 2, DIZ ESTUDO

Um plano de nutrição específica, controlada e incentivada por um nutricionista, demonstrou ser bastante eficaz para pacientes com diabetes tipo 2 que estão com sobrepeso ou obesos.

Enquanto conselhos gerais sobre como melhorar a dieta para reduzir os sintomas de diabetes e obesidade podem funcionar, pesquisadores de um estudo recente descobriram que um plano de nutrição específica personalizada foi muito mais eficaz para alcançar as metas de saúde.

Pesquisadores do Joslin Diabetes Center observaram que uma terapia nutricional estruturada ajudou os pacientes a atingir metas de saúde semelhantes aos de medicamentos para a diabetes tipo 2 e era muito mais fácil de seguir do que os planos menos estruturados.

A terapia nutricional padrão inclui aconselhamento individualizado para fazer alterações em hábitos alimentares e preferências; No entanto, o uso de medidas como níveis de A1C, peso corporal e lipídios no sangue para planejar nutrientes específicos e ingestão calórica para o dia – com verificações de um nutricionista – trouxe resultados muito melhores, relatam os pesquisadores.

“Foi surpreendente ver todas estas mudanças significativas do A1C e do peso corporal sem alterar os medicamentos ou nível de atividade e sem apontar para redução de peso”, disse o Dr. Osama Hamdy, diretor médico do Programa de Clínica Obesidade em Joslin Diabetes Center, em um comunicado de imprensa. “O que nos mostrou que a terapia nutricional pode ser tão eficaz quanto os medicamentos, mesmo após um longo tempo de doença”.

Para o estudo , os pesquisadores recrutaram 108 pacientes com sobrepeso ou obesos com diabetes tipo 2, aleatoriamente atribuídos a um de três grupos:

Um grupo tratamento padrão recebia conselhos de um nutricionista sobre os hábitos alimentares e preferências; um grupo ao qual foi dado um plano de refeição altamente estruturado com base em relações de macronutrientes e níveis calóricos, incluindo instruções, livros de menu e alimentos de substituição de calorias, e foram convidados a manter um diário alimentar; e um terceiro grupo que seguiu o plano de tratamento altamente estruturado, mas com o treinamento através de telefonema adicional semanal pela nutricionista.

Os pesquisadores anotaram o A1C e medições de peso corporal no início do estudo de 16 semanas, e não encontraram diferença significativa em qualquer medida no grupo de terapia padrão do início ao fim do estudo.

O segundo e terceiro grupos que receberam aconselhamento sobre como comer muito mais detalhado, obtiveram reduções significativas do A1C e peso corporal, o que os pesquisadores dizem que é uma combinação dos benefícios do plano de alimentação.

Os carboidratos compuseram cerca de 40 por cento do consumo de nutrientes no plano alimentar, com o restante vindo de proteína saudável e de gordura, resultando em uma dieta rica em fibras e baixo teor de gordura saturada e sódio.

Hamdy disse que o plano estruturado tem sido usado em um programa de redução de peso no diabetes em Joslin por vários anos, e os pacientes foram previamente solicitados para serem colocados no plano estruturado, monitorado, porque é mais fácil de seguir do que a orientação genérica geralmente dada aos pacientes.

“Esta queda no A1C devido à terapia nutricional por si só é muito melhor do que o que temos sido capazes de alcançar com muitos dos atuais medicamentos para a diabetes tipo 2”, disse Hamdy. “Isso é muito encorajador, pois os participantes no estudo viveram com diabetes tipo 2 durante mais de 10 anos e não foram capazes de controlar sua glicose no sangue ou peso com vários dos medicamentos”.

Fonte:Nutrição / Alimentação - 22 de junho de 2016 - portal tiabeth

Last edited by
oldestnewest

You may also like...