Proteína de Soja apresenta benefícios na Diabetes Gestacional

Proteína de Soja apresenta benefícios na Diabetes Gestacional

Os resultados sugerem melhorias nas medidas de glicemia , incluindo triglicérides.

Não há dados disponíveis para avaliar os efeitos da ingestão de soja no metabolismo das mulheres com Diabetes mellitus Gestacional (DMG). Desta forma, um estudo foi desenhado para avaliar essa relevância.

Os pesquisadores realizaram um estudo clínico randomizado entre 68 mulheres com Diabetes gestacional. Durante seis semanas , as pessoas foram distribuídas aleatoriamente para receberem uma dieta de controle contendo 0,8 g / kg de proteína (70% dos animais e 30% de proteínas de vegetais ) (n = 34) ou uma dieta de soja que contendo a mesma quantidade de proteína sendo 35% de proteína animal, 35% de proteína de soja , e 30% de proteínas de outros vegetais (n = 34).

Este estudo foi realizado no Irã pelos pesquisadores Mehri Jamilan, MD, Universidade de Ciências Médicas de de Arak, e Zatollah Asemi, PhD, Universidade de Ciências Médicas de Kashan.

Ao final de seis semanas, os investigadores encontraram um aumento da glucose no plasma em jejum no grupo de controle comparado com o grupo de soja (P <0,001), em adição ao aumento dos níveis de insulina no soro (p = 0,02).

Além disso, a dieta controle proporcionou diferenças de níveis séricos de triglicérides (p = 0,03) e as alterações de lipoproteínas de muito baixa densidade (p = 0,03). As diminuições foram anotadas na dieta controle versus a dieta de soja da capacidade antioxidante total do plasma (P = 0,005), glutationa (P = 0,004), e um aumento na concentração de malondialdeído no plasma (P = 0,04). Sem efeitos relevantes do consumo de proteína de soja foram observadas em outros lípidos ou marcadores inflamatórios.

Os autores acreditam que o consumo de proteína de soja em mulheres com GDM melhora significativamente as medidas de glicose, triglicérides e biomarcadores de estresse oxidativo, além de reduções na incidência de hiperbilirrubinemia neonatal e hospitalizações. No entanto, futuros estudos serão necessários para identificar a importância da ingestão de proteína de soja e hiperbilirrubinemia neonatal e hospitalizações.

Pontos Relevantes:

1. Ingestão de proteína de soja em mulheres com GDM melhora as medidas de homeostase da glicose, triglicerídeos e biomarcadores de estresse oxidativo.

2. Ingestão materna de proteína de soja pode resultar em diminuição da incidência de hiperbilirrubinemia neonatal e hospitalizações.

3. Estudos futuros estão garantidos pela evidência concreta sobre a diminuição da incidência de hiperbilirrubinemia neonatal e hospitalizações.

Fonte: Diabetes in Control, 20 de novembro de 2015

Jamilian, Mehri, and Zatollah Asemi. “The effect of soy intake on metabolic profiles of women with gestational diabetes mellitus.” The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism (October 27, 2015): jc-2015.

oldestnewest

You may also like...