DIABÉTICOS: EVITANDO OSCILAÇÕES NOS NÍVEIS DE GLICEMIA

DIABÉTICOS: EVITANDO OSCILAÇÕES NOS NÍVEIS DE GLICEMIA

Para os pacientes diabéticos, manter os níveis de açúcar em níveis controlados é fundamental. Tanto para evitar o aumento dos níveis de glicemia, mas também para prevenir que os níveis de açúcar se reduzam excessivamente: a hipoglicemia.

Por definição, a hipoglicemia é uma situação onde há pouca quantidade de glicose no sangue, e leva a uma série de sintomas como: tremores, sudorese, nervosismo, fraqueza, sonolência, fadiga, piora na coordenação e que podem se agravar, chegando mesmo até a perda de consciência e ao coma.

Para o paciente diabético, a principal causa de hipoglicemia é o próprio tratamento. Isto acontece por alguns motivos.

Muitos diabéticos utilizam medicamentos que estimulam o pâncreas a fabricar mais insulina na tentativa de corrigir os níveis de açúcar na corrente sanguínea (como glibenclamida ou gliclazida, por exemplo).

Estas medicações podem causar uma produção um pouco superior de insulina e com isso os níveis de açúcar na corrente sanguínea se reduzirem acima do necessário. Um simples ajuste de dose de medicamentos já é suficiente.

No entanto, existem casos em que as medicações estão na dose corretam seja medicações por via oral ou mesmo insulina injetável, e o paciente acaba pulando refeições ou se alimentando menos do que o necessário. Neste casos, os medicamentos irão agir reduzindo os níveis de glicemia, porém como o paciente não se alimentou, a hipoglicemia ocorrerá.

De forma semelhante, quando o paciente se exercita de forma intensa e aplica insulina ou toma medicamentos sem se alimentar para compensar, existe grande possibilidade da hipoglicemia ocorrer. Isto porque a dose de insulina que a pessoa irá aplicar depende sempre da quantidade de carboidrato ingerido no dia.

Existe ainda outra possibilidade, que é o erro na aplicação de insulina: uma pessoa acabar injetando mais insulina do que o necessário, e a hipoglicemia é a consequência, infelizmente.

Uma grande dúvida nas consultas é se condições do clima muito quente pode gerar quadros de hipoglicemia.

O que se sabe é que a exposição solar durante longos períodos e climas muito quentes favorecem o quadro de desidratação. Se a pessoa permanecer por muito tempo sem se alimentar, há chances da hipoglicemia ocorrer de maneira associada ao quadro.

O recado e a lembrança são: os níveis de açúcar no sangue do paciente diabético devem estar sempre bem controlados.

O excesso de açúcar causa problemas na retina, nos rins e aumenta o risco de problemas cardíacos, por exemplo.

Já os níveis de açúcar abaixo do necessário, a hipoglicemia, podem afetar o cérebro, causando convulsões e coma.

O Diabetes é uma doença que vai precisar de uma atenção redobrada por parte dos seus pacientes, como se fosse uma planta delicada: com cuidados corretos, medicamentos nas doses ajustadas, alimentação controlada, a evolução tente a ser a melhor possível.

Fonte: Portal da SBD

Informações do Autor

Dra. Andressa Heimbecher Soares

Endocrinologista - Especialista pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Médica colaboradora do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e Membro Ativo da Endocrine Society.

1 Reply

oldestnewest
  • entendo que o mais importante é ter atenção redobrada no uso da medicação com o dia a dia, por exemplo ter sempre consigo balas, saches , barras de cereais etc. . evitando entrar em hipo.

You may also like...