Hipertensão sistólica isolada em adultos jovens e de meia idade aumenta o risco de doenças cardiovasculares e morte por doença coronariana

Hipertensão sistólica isolada em adultos jovens e de meia idade aumenta o risco de doenças cardiovasculares e morte por doença coronariana

Fonte: Journal of the American College of Cardiology (JACC), volume 65, número 4, de fevereiro de 2015

O estudo The Chicago Heart Association Detection Project in Industry Study, divulgado pelo Journal of the American College of Cardiology (JACC), avaliou o risco para doença cardiovascular (DCV) em adultos jovens e de meia-idade com hipertensão sistólica isolada (HSI).

A prevalência da hipertensão sistólica isolada (HSI), definida como pressão arterial sistólica(PAS) ≥140 mmHg e diastólica (PAD)

O risco de DCV foi explorado em 15.868 homens e 11.213 mulheres, que apresentavam de 18 a 49 anos de idade no início do estudo (idade média de 34 anos), 85% brancos não-hispânicos, livres de doença cardíaca coronária (DCC) e que não faziam uso de terapia anti-hipertensiva. Os participantes foram classificados como tendo:

1. Pressão arterial (PA) normal ideal: PAS

2. PA normal alta: PAS 130 a 139 mmHg e PAD 85 a 89 mmHg.

3. Hipertensão sistólica isolada (HSI): PAS ≥140 mmHg e PAD

4. Hipertensão diastólica isolada: PAS

5. Hipertensão sistólica diastólica: PAS ≥140 mmHg e diastólica ≥90 mmHg.

Durante um período de seguimento médio de 31 anos (842.600 pessoas-ano), houve 1.728 mortes por DCV, 1.168 por DCC e 223 por acidente vascular cerebral.

Modelos de riscos proporcionais de Cox foram ajustados para idade, raça, escolaridade, índice de massa corporal, tabagismo, colesterol total e diabetes.

Nos homens com HSI, tendo como referência aqueles com PA normal ideal, as taxas de risco de DCV e de morte por DCC foram 1,23 (intervalo de confiança [IC] de 95%: 1,03-1,46) e 1,28 (IC 95%: 1,04-1,58), respectivamente.

Os riscos da HSI foram semelhantes para aqueles com PA normal alta e menores do que para aqueles associados com ahipertensão diastólica isolada e hipertensão sistólica diastólica.

Em mulheres com HSI, as taxas de risco para DCV e mortalidade por DCC foram 1,55 (IC 95%: 1,18-2,05) e 2,12 (IC 95%: 1,49-3,01), respectivamente. Os riscos da HSI foram maiores do que naquelas com PA normal alta ou HDI e menores do que naquelas associadas comhipertensão diastólica sistólica.

Em seguimento de longo prazo, adultos jovens e de meia-idade com HSI apresentaram risco relativo para as DCV e mortalidade por DCC maior do que o daqueles com PA normal ideal.

oldestnewest

You may also like...