Qualquer medicamento para dor é eficaz para tratar as dores dos nervos de pacientes diabéticos

Fonte: diabetesincontrol

Os prescritores devem considerar medicamentos mais baratos, até que novos estudos sejam feitos ...

Milhões de pacientes com diabetes tomam medicamentos para aliviar a dor nos nervos que sua doença pode causar.

Pesquisa publicada recentemente sugere que não importa qual o medicamento a tomar; pois eles irão obter alívio. Isso leva os pacientes e médicos prescritores considerarem o custo, não a eficácia, como um fator crucial para decidir qual o medicamento de escolha para a neuropatia diabética ou a dor do nervo.

Um estudo conduzido por Marcio Griebeler, médico , foi criado para avaliar a eficácia comparativa de analgésicos orais e tópicos para neuropatia diabética através de múltiplos bancos de dados eletrônicos, entre janeiro de 2007 e abril de 2014.

Um total de 65 ensaios clínicos randomizados envolvendo 12.532 pacientes avaliados através de 27 intervenções farmacológicas, com aproximadamente 50% desses estudos que têm alto ou baixo risco de viés foram avaliadas.

Os ensaios apresentaram maior redução da dor associada com inibidores seletivos da recaptação de serotonina, noradrenalina (SNRIs) do que os anticonvulsivantes e com antidepressivos tricíclicos (ADTs) do que a capsaicina tópica. Uma meta-análise mostrou que SNRIs, capsaicina tópica, e anticonvulsivantes foram melhores do que o placebo para o controle da dor a curto prazo.

Ao comparar a carbamazepina com a duloxetina e amitriptilina, eles mostraram mais eficazes que o placebo. Este estudo teve várias limitações, incluindo a maioria dos estudos avaliados mostrando viés alto e não claros.

A maioria das evidências vieram de comparações indiretas de ensaios com um curto período de acompanhamento (menor que 3 meses). Por último, as informações avaliadas foram limitada pois não indicaram a adesão, as barreiras linguísticas, e avaliações cruzadas de aplicabilidade.

Os pesquisadores concluíram:

"Estes tratamentos realizados no trabalho, como um todo sobre o tema são iguais, mas o que foi diferente são os seus efeitos colaterais e o custo. Os medicamentos mais antigos são geralmente mais baratos na ordem de grandeza de cerca de R$ 38,00 a R$ 50,00 , em comparação com os medicamentos mais novos, ao redor de R$ 520,00 por mês. "

Atualmente, os medicamentos mais novos ganharam o mais alto nível de recomendação em diretrizes nacionais de tratamento. No entanto, em vários estudos, não há evidências suficientes para sugerir sua eficácia similar.

Até que novos estudos sobre a eficácias dos novos medicamentos de interesse sejam concluídos, recomenda-se que os prescritores levem em consideração o custo do tratamento dos pacientes com neuropatia diabética periférica .

Pontos Relevantes :

1.A evidência atual mostra que medicamentos mais caros e mais baratos funcionam bem. Os médicos devem considerar os custos até que mais estudos sejam realizados.

2.Este estudo não é definitivo devido a várias limitações. No entanto, a melhor maneira é incentivar a comparação da eficácia dos medicamentos.

3.Recomenda-se que os médicos levem em consideração os custos dos medicamentos ao prescreverem para os pacientes com neuropática diabética periférica.

Griebeler M. et al. "Pharmacologic Interventions for Painful Diabetic Neuropathy: an umbrella systematic review and comparative effectiveness network meta-analysis." Ann Intern Med. 2014;161(9):639-649, 4 Nov. 2014. Web 15 Nov.2014.

oldestnewest

You may also like...