Tirar a maminha da noite, manter as de dia

Bom dia

O meu filho está com quase 12 meses e mamava 2 a 3 vezes à noite, deito-o às 19h e ele acorda por volta das 7h. Nesse período mamava umas 3 vezes.

Agora tomei a decisão de tirar a mama da noite. Estamos na 2º noite em que em vez de ir eu dar a mama, vai o meu marido dar-lhe colo e conforto. Mantém as 3 vezes que acorda, e das 3 vezes que o meu marido vai lá o bebé demora cerca de 1h a adormecer no colo....acho que hoje foi a pior noite, chorou muito, mas sempre no colo do pai...

Esta maneira de fazer o desmame da noite dá resultado? quanto tempo normalmente demora?

obrigado!

1 Reply

oldestnewest
  • Bom Dia!

    Passei (e passo) exactamente pelo mesmo. O meu filho 'D' sempre acordou de 2h/2h ou 3h/3h para mamar até aos 14 meses, feitos Novembro passado.

    O prejuízo no meu desempenho profissional e saúde estava a ser insuportável de dar continuidade, mas também não queria fazer desmame completo.

    Como o meu marido trabalha no turno da madrugada, tive que enfrentar o desmame nocturno sozinha e este foi o processo que adoptei:

    1º 'ensinei-o' a dormir sem ser na mama ou no colo. Usei o chamado método ''no cry sleep solution'' (link: babycenter.com/0_baby-sleep... Mantenho a rotina RELIGIOSAMENTE que passa por: jantar, banho, vestir o pijama, ler uma história e depois pego nele ao colo, apago a luz e embá-lo apenas no tempo que demora a percorrer devagar a distância entre o interruptor da luz e o berço para se acalmar. Qd está mto excitado, dou duas voltas ao quarto mas NUNCA o adormeço no colo ao peito. Finalmente deito-o na cama faço ''chiuuu'' baixinho e dou palmadinhas. Ele luta sempre para se levantar e volto-o a deitar as vezes que forem preciso até ele adormecer. Este processo demorou cerca 1 semana até ele aceitar a hora de dormir sem mama, mas só ao fim de 15 dias estava estabilizado o suficiente para adormecer mesmo sozinho, sem 15-30 minutos palmadinhas. E ao contrário do que os livros prometem, sim há choro associado, e às veze é apaziguado pelo nosso contacto e presença, outras vezes percebemos que se nos afastarmos deixamos de alimentar a frustração deles.

    2º um mês depois comecei a retirar mamadas nocturnas. Como ele acordava muitas vezes fui fazendo por horários. 1º retirei a mama entre as 24h-5h, o que significa que ainda lhe dava de mamar qd acordava a 1ª vez após o jantar (usualmente às 23h-24h) e depois só dava a partir das 5h. Qd acordava no meio desse horário, fazia o que o seu marido faz: colo, aconchego, e deitava-o na caminha sempre que parasse de chorar. Se voltasse a chorar, repetia as vezes que fosse necessárias até conseguir deitá-lo mais calmo.

    3º no mês seguinte (em que estou agora) aumentei a janela de ''recusa'' para as 24h-7h.

    Resultados: Ele não deixou de acordar, mas reduziu a frequência com que acorda. Por outro lado, quando acorda percebo que é por outros motivos (constipação, gases...) e quando vou ter com ele nem sequer me pede mama, quer apenas que eu lhe pegue ao colo um minuto para se acalmar e volto a deitá-lo e adormece sozinho no berço. Já houve noites felizes em que fez 5h-6h de seguida, mas ainda são excepção...Mais frequente é fazer +- estes horários de acordar: 24h-4h-8h, sendo que só às 4h é que não mama.

    Note-se que este processo exige mais afecto da nossa parte: o 'D' não se mostrou mais irritável ou instável, mas reparei que procura muito mais contacto físico (abraços, beijos e até sentir pele com pele) desde que comecei o desmame e fá-lo de forma espontânea/natural o que me leva a crer que este processo mais lento é aceitável da parte dele sendo que tenho de compensá-lo em mimos o que não leh dou em maminha. Por agora mama 2vezes ao dia: as 24h e às 8h.

    Boa sorte e tudo de bom!