Posso fazer uma tatuagem para disfarçar as marcas da psoríase?

Posso fazer uma tatuagem para disfarçar as marcas da psoríase?

Se você tem psoríase e está pensando em fazer uma tatuagem, é preciso saber que existem muitos fatores a considerar sobre o assunto. "Tatuagens podem ser uma forma de enfeitar o corpo e se expressar, mas uma coisa que ela não pode fazer é encobrir suas placas eritematosas – sinais típicos da psoríase – que muitos confundem com alergias", comenta a dermatologista Cristine Carvalho, diretora do Centro de Dermatologia e Estética.

Felizmente, muitas partes do corpo onde a psoríase é comum, como o couro cabeludo, os cotovelos e os joelhos não são locais apropriados para tatuagens de qualquer maneira. "Mesmo assim, é preciso ter em mente que a tatuagem é uma declaração no corpo, algo que você não deseja esconder. Se o seu desejo for encobrir as marcas da psoríase, roupas e maquiagem são melhores, além de serem opções não permanentes", diz a médica.

O Fenômeno de Koebner

A maior preocupação em relação à psoríase e às tatuagens é o fenômeno de Koebner, placas que simulam a doença e se desenvolvem em torno de lesões de pele menores, como picadas de insetos, arranhões ou queimaduras solares. "Tatuagens são feitas por meio da introdução de agulhas que injetam tinta na pele. Isso é suficiente para desencadear o fenômeno de Koebner em algumas pessoas, principalmente nos portadores de doenças como psoríase, vitiligo e líquen plano", observa Cristine Carvalho.

O fenômeno de Koebner foi assim chamado por ter sido descrito por Heinrich Koebner, renomado dermatologista alemão, em 1872, que observou o surgimento de lesões de psoríase em local de escoriações devido à coçadura, tatuagens e mordidas de animais. Infelizmente, os dermatologistas não podem prever com certeza quem terá esse tipo de reação.

"Mas se a sua psoríase foi provocada por traumas na pele, no passado, você deve pensar duas vezes antes de fazer uma tatuagem. O fenômeno de Koebner também é mais provável de ocorrer quando a psoríase está ativa. É melhor não fazer uma tatuagem durante um flare-up", recomenda Cristine Carvalho, que também é chefe do Departamento de Fototerapia do Curso de Pós-Graduação em Dermatologia da Fundação Pele Saudável, Instituto BWS.

Se mesmo assim, o paciente com psoríase fizer a tatuagem e apresentar este tipo de reação, que normalmente aparece dentro de uma a duas semanas depois de ser tatuado, é importante saber que a maioria dos casos pode ser tratado efetivamente com medicação tópica, medicação sistêmica (tomado por via oral ou injetável) ou terapia de luz (fototerapia).

Além do fenômeno de Koebner, há outros riscos envolvidos na realização de uma tatuagem. "A tatuagem envolve a punção da pele e a injeção de uma substância estranha sobre ela. Há sempre a possibilidade de uma infecção ou de uma reação alérgica. Se estas complicações acontecem, não só causam seus próprios problemas, como também podem desencadear os sintomas da psoríase", explica a dermatologista.

As reações alérgicas às tintas de tatuagem são incomuns, mas podem ser graves. Os sintomas incluem coceira e vermelhidão ao redor da tatuagem. "Estes sintomas podem ocorrer logo após o término da tatuagem ou podem irromper meses ou mesmo anos mais tarde. Algumas pessoas relatam o aparecimento dessas reações, depois de se exporem ao sol. Nestes casos, a remoção da tatuagem pode ser necessária para que as reações alérgicas da pele melhorem", diz a diretora do CDE.

Já as infecções de pele ocorrem quando os cuidados sanitários são negligenciados, no momento de realização da tatuagem. "Infecções de pele podem resultar da entrada de bactérias na pele. Os sintomas incluem vermelhidão, inchaço, dor e secreção purulenta. Doenças transmitidas pelo sangue, como hepatite e HIV, também podem ser transmitidas de pessoa para pessoa através de agulhas contaminadas", observa a dermatologista Cristine Carvalho.

"Se após a realização da tatuagem, surgirem sinais de infecção, reação alérgica, com ou sem flare-up de psoríase , o mais recomendável é procurar um dermatologista. Ter psoríase não significa necessariamente que você não possa fazer uma tatuagem. Em muitos casos, tomar precauções básicas pode reduzir os riscos. Apenas certifique-se que o trabalho artístico que você escolher agora é uma afirmação do que você ainda vai querer daqui há 20 anos", aconselha a médica.

Serviço:

dracristinecarvalho.wordpre...

oldestnewest

You may also like...